O que esperar da agência marítima do futuro

agência marítima do futuro
8 minutos para ler

O momento que vivemos no primeiro semestre de 2020 já significa uma grande ruptura para projetos, previsões e ideias em todo o mercado. Levando isso em conta, o que esperar da agência marítima do futuro?

Nesta conversa, convidamos o diretor executivo da Agência Marítima da Wilson Sons, Christian Von Lachmann e o coordenador de operações da Pancoast Trading, Ricardo Augusto Pieruccetti, para entender melhor como esse momento pode ser também uma oportunidade para empresas no setor.

Veja tendências que despontam, tecnologias que vão transformar o agenciamento marítimo e como a Wilson Sons está se posicionando nessa nova era. Acompanhe.

Quais são as principais tendências para o agenciamento marítimo?

Se a Covid-19, por um lado, vem dificultando investimentos e ações de mercado a curto prazo, por outro vem forçando uma transformação no setor de agenciamento que pode ter efeitos positivos profundos a longo prazo.

São tendências que já estavam em processo, mas que devem ser aceleradas como forma de defesa contra a crise e expansão após ela. Veja o que vem pela frente.

Transformação digital e transparência

“Eu posso dizer o que a Covid-19 traz de mudança: antes dessa pandemia as pessoas estavam muito operacionais e davam uma relevância à documentação em papel”, comenta Christian Lachmann. “O que esse momento trouxe foi a visualização de uma maneira diferente de fazer as operações, com menos papel”. Para ele, esta é uma das revoluções a vir: fazer as coisas de uma forma mais eletrônica, mais automática.

Essa é, talvez, a maior tendência do mercado como um todo, que se intensifica a partir de agora no setor de agenciamento marítimo: a transformação digital.

Ricardo Pieruccetti ainda completa que “mais tecnologia, mais facilidade para a transparência”. Para ele, não há dúvidas de que o futuro terá os processos muito mais transparentes. “E com essa transparência, também haverá muito mais rigor de controle, quem não se dispuser a seguir vai ficar pelo caminho”, profecia.

A transformação digital é uma busca por digitalização de dados e os processos que os utilizam. É a hora de abandonar definitivamente os relatórios em papel para se aproveitar de inteligência e eficiência que a tecnologia pode trazer para a rotina de negócios.

Ou seja, o momento não criou essa tendência, mas está acelerando a busca por soluções e serviços que entreguem uma capacidade inédita de processar informações, trabalhar remotamente, facilitar o rastreamento de processos e encurtar distâncias operacionais.

Fusões para fortalecer

Outro movimento que podemos esperar nos próximos anos é a busca de saídas de mercado que mantenham a sobrevivência e o crescimento de empresas de todos os tamanhos dentro do setor. É como o diretor da WS conta: “acho que veremos fusões de empresas porque algumas delas (que estavam em situação mais delicada) vão ficar sem caixa. E sem caixa não há possibilidade de retomada das suas operações e vão acabar sendo adquiridas por outros grupos econômicos.”

A tendência é de readequação, mas não se fala em uma retração a longo prazo. O que se espera é que o setor de transporte marítimo absorva o impacto agora e se reestruture para voltar mais forte o quanto antes.

Valorização do trabalho com sustentabilidade

Outro ponto que se observa das reflexões atuais está na valorização de tudo que for ligado à sustentabilidade. Christian Lachmann menciona que este é o tipo de momento em que somos relembrados de que existem coisas mais prioritárias do que o lucro a qualquer custo.

Lachmann também demonstra otimismo nesse ponto: “é preciso pensar em formas de sustentabilidade: social, econômica, de saúde e com o meio ambiente. Isso ainda não mudou, mas vai mudar!”

A redução dos gastos com papel já sugere um caminho. Porém, outro ponto a ser considerado é a redução de erros correntes. Isso se resolve quando os contratos e as negociações são feitas com pessoas experientes, que entendem as nuances de cada etapa e mitigam os riscos. “O trabalho do agente marítimo exige este olhar atento para as normas, para as mudanças na legislação e para tudo que envolva o porto”, confirma Ricardo Augusto. “Sem dúvida, será um profissional mais valorizado no futuro, por trazer essa segurança para o cliente e evitar que ele perca dinheiro”.

Menos cargas paradas, menos desgastes, mais trâmites corretos e o uso acertado de documentos e ofícios. Trabalhar dentro e com uma agência marítima exigirá atualização constante, atenção e preparo. Então, o que esperar das agências marítimas para os próximos anos?

O que esperar das agências marítimas no futuro?

Analisando as tendências, conseguimos ver um caminho bem claro para as agências marítimas em um momento tão crucial para o mercado.

A busca desenfreada por expansão ganha um novo tom, um novo foco: a otimização administrativa e operacional. Processos automatizados e inteligência de dados deve tornar negócios no setor mais eficientes e flexíveis.

Com um foco maior em trabalho remoto e integração de colaboradores, a ideia é que serviços de agenciamento ganhem em agilidade, qualidade e segurança, tudo isso sem que haja alterações significativas em precificação.

É uma possibilidade trazida pela transformação digital. Um ganho para empresários, agenciadores, transportadores e clientes capaz de permitir ao setor navegar em águas turbulentas e aproveitar o fôlego extra quando tudo acalmar.

Como a tecnologia já está transformando o agenciamento marítimo?

O que o diretor da Wilson Sons destaca sobre tecnologia está alinhado com o que se imagina de tendências para os próximos anos no investimento em soluções para negócios. O foco nesse primeiro momento é em plataformas e softwares que facilitam e simplificam processos operacionais. A automação é a busca principal para o futuro.

Um exemplo que ele dá vem de uma dessas tecnologias que pretender ser um divisor de águas para o setor: a Inteligência Artificial. Robôs especializados são capazes de aprender e desenvolver suas capacidades de realizar tarefas por conta própria, dando mais qualidade, agilidade e segurança para tudo o que envolve a operação de uma agência marítima.

Pensando ainda mais à frente, soluções de rastreabilidade estão começando a serem implementadas — partindo ainda de empresas maiores. São tecnologias relacionadas ao acompanhamento de cargas e conferências de dados que serão muito populares no futuro.

Como a Wilson Sons está se preparando para o futuro?

Christian Lachmann também conta um pouco sobre como a empresa encara o atual momento e essas tendências tecnológicas que citamos no texto. Para ele, o segredo do sucesso está e sempre estará nas pessoas. “Temos uma preocupação muito grande com a segurança”, ele nos conta: “se a operação não for segura, ela deve ser interrompida”.

Portanto, o mais importante a princípio é sair da situação atual trazida pela pandemia com tranquilidade. É se preocupar com a saúde de colaboradores ao mesmo tempo que os capacitam — e estimular iniciativas de inovação que tragam saídas criativas para qualquer baque no caminho.

Para o futuro, esse aprendizado servirá como motor de uma nova era do setor. Inclusive, o próprio mercado está recuperando o valor do agente marítimo como olhos e ouvidos do armador — com a tecnologia, muito mais do que dois de cada.

É por isso que o diretor termina com uma nota positiva: “o agenciamento é uma atividade bem antiga, na qual já estamos há quase dois séculos. Sempre tem gente dizendo que isso vai acabar! Eu escuto isso desde que a Wilson Sons tinha 160 anos (e agora tem 183) e ainda estamos aí. Eu acredito que muita coisa vai mudar, mas a agência marítima vai continuar aqui”, conclui!

Ricardo Augusto ainda destaca, “vejo que o profissional de agenciamento será ainda mais valorizado no futuro, pelo seu trabalho rigoroso, sendo os olhos e os braços de quem o contrata”. Um profissional que é porto seguro para seu cliente em qualquer ponto em que estiver. Em tempos de trabalho remoto, esta confiança valerá ainda mais.

São momentos difíceis que todos vivem, sabemos! Mas é também a melhor hora de olhar analisar novos caminhos e oportunidades. Os profissionais da área estão prontos para desenhar hoje as águas que serão navegadas pela agência marítima do futuro.

E que tal conhecer mais sobre nosso trabalho e as vantagens de contratar a Wilson Sons como parceira? Veja neste artigo o que oferecemos de melhor em agenciamento marítimo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário