[INFOGRÁFICO] Glossário de O&G: entenda os principais termos deste mercado

glossário de o&g
7 minutos para ler

A área de exploração e produção em águas profundas ou rasas é bastante técnica. Por isso, todo profissional do ramo deve conhecer o glossário de O&G — Óleo & Gás — para exercer bem suas atividades. 

Com a ajuda do Analista de Projetos de Novos Negócios da Wilson Sons, Celso Costa, vamos ver quais são os mais comuns! Acompanhe!

ANP 

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis é o órgão regulador responsável por estabelecer as regras e normas e fiscalizar a execução da política nacional do setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis.

Entre as suas principais atribuições estão a promoção de rodadas de licitações e a celebração de contratos das atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural em nome da União.

BOE 

BOE — Barril de Óleo Equivalente — é uma unidade muito utilizada para que se consiga comparar o potencial energético do gás natural em relação ao óleo bruto e, assim, ser possível medir o volume de produção e distribuição de petróleo e gás natural. Um BOE corresponde a 6 MCF (milhares de pés cúbicos) ou 169,9 m³ de gás.

Downstream

Conjunto de atividades que vai do transporte de produtos da refinaria até a distribuição ao consumidor final. Também pode ser definido como o conjunto de operações de transporte, distribuição e venda de derivados do petróleo.

Drillship

Navio utilizado como sonda de perfuração, ou seja, sua atividade-fim é a perfuração de poços submarinos, principalmente em águas profundas e ultraprofundas. Apesar de existirem outros tipos de sondas, as empresas vêm preferindo esse modelo.

Onshore/ Offshore 

A prospecção, exploração e produção de petróleo pode ser feita em terra firme, chamada de Onshore, ou no mar, conhecida como Offshore. Ambos os termos são definidos pelo Decreto nº 8.437/15, que estabelece as tipologias em atividades em que o licenciamento ambiental seja de competência da União.

Farm-in/ Farm-out 

Termos utilizados para a aquisição (Farm-in) ou venda/ devolução (Farm-out) dos direitos de exploração e produção de áreas exploratórias e campos de produção de Óleo e Gás Natural.

Fase de Exploração

A exploração é a etapa em que as empresas avaliam seus ativos por meio de atividades exploratórias de geologia e geofísica para maior conhecimento sobre a área adquirida, isso inclui aquisição de dados sísmicos, perfuração e avaliação de poços. Assim, é possível identificar a viabilidade econômica da descoberta. 

Fase de Produção

É a fase que ocorre depois da viabilidade econômica da área ser comprovada. A descoberta torna-se oficialmente um campo produtor e passa pela etapa de desenvolvimento, quando é realizada a implantação da infraestrutura necessária como perfuração de poços produtores e instalação das plataformas, e pela etapa de produção, quando o campo passa a produzir para abastecer o mercado. 

Essa última pode durar meses ou até décadas, dependendo da capacidade produtiva do campo.

FPSO

FPSO — Floating Production, Storage and Offloading — são unidades flutuantes de produção, armazenamento e descarga. São navios de grande porte que podem produzir, processar e até mesmo armazenar petróleo e gás natural. Entram em operação quando se inicia a fase de desenvolvimento (pós-exploração) e podem ficar operando, normalmente, por até 25 anos sem necessidade de retorno à terra.

FSRU 

Uma Floating Storage Regasification Unit, ou Unidade Flutuante para Regaseificação do Gás Natural, são navios que conseguem converter o gás natural liquefeito recebido à sua forma gasosa, tornando-o próprio para a distribuição aos consumidores finais.

Gás Natural

Composto de hidrocarbonetos gasosos que tem origem na decomposição de matéria orgânica, encontrado em jazidas no subsolo ou no leito do oceano.

IOC 

IOC é a sigla para International Oil Company que são as empresas de óleo e gás privadas, podendo ser brasileiras ou internacionais. São exemplos de companhias desse tipo a Petrorio (brasileira), Shell (anglo-holandesa), ExxonMobil (americana) e Total (francesa).

LNG

Liquefied Natural Gas ou, em português, Gás Natural Liquefeito (GNL), é o gás natural purificado. Nesse processo, ele é condensado ao estado líquido por meio da redução de temperatura a 163 graus Celsius negativos. A finalidade dessa conversão é facilitar o transporte, em especial nas regiões que não são equipadas com gasodutos.

Operação Spot

Termo herdado do mercado financeiro que serve para designar operações pontuais e de curto prazo envolvendo O&G.

OSV 

OSV — Offshore Support Vessel — consiste em uma categoria de embarcações de apoio offshore. Entre elas, estão as do tipo PSV, AHTS, OSRV, entre outras.

Petróleo

Mistura de hidrocarbonetos complexo que pode ser categorizado em leve, médio e pesado, de acordo com a sua densidade molecular. Serve como base e matéria-prima para a fabricação de diversos produtos e combustíveis como a gasolina e óleo diesel.

PSV/ AHTS/ OSRV 

O PSV (Platform Supply Vessel) é uma embarcação de apoio que possui grande capacidade de armazenamento e atende às unidades de exploração, desenvolvimento e produção Offshore.

Já o AHTS (Anchor Handling, Tug and Supply) é uma embarcação de apoio, reboque e manejo de âncoras capaz de auxiliar operações mais complexas tais como a ancoragem de plataformas.

Um OSRV (Oil Spill Recovery Vessel) é uma embarcação equipada com sistemas de recolhimento de óleo, normalmente, utilizada em situações de vazamento de petróleo no mar ou em cursos d’água. 

Upstream 

Todo o circuito de atividades que vai da extração ao transporte de óleo bruto até as refinarias. Também pode ser definido como o conjunto de operações de produção e transporte de óleo bruto do campo produtor até a Refinaria.

Outros termos comuns

Além dos termos destacados, há outros que também merecem destaque em um glossário de O&G. De acordo com Celso Costa, são eles os que listamos abaixo.

Bacias de Novas Fronteiras

Toda área cujo potencial não foi mensurado é chamada de nova fronteira. Geralmente são bacias sedimentares pouco exploradas e que demandam atividades e estudos para sua exploração em larga escala.

Óleo leve/pesado

Os diferentes tipos de óleo são caracterizados pelo seu teor de hidrocarbonetos. Para facilitar a medição, foi criado o grau API (American Petroleum Institute) que mede a densidade do óleo por meio da fórmula: Grau API = (141,5 ÷ Densidade da Amostra) – 131,5.

Os leves possuem API maior que 30 e são usados na fabricação de produtos nobres como Nafta — Insumo da Indústria Petroquímica. No Brasil, esse óleo é encontrado no Pré-sal.

Já os óleos médios possuem API entre 22 e 32, enquanto que os óleos pesados têm um API menor que 22, e são utilizados para fabricação de produtos como asfalto e óleo combustível.

Pré-sal

A camada pré-sal é uma camada rochosa localizada abaixo de uma camada de sal que pode chegar a 8 mil metros de profundidade. O termo foi popularizado após a descoberta de grandes reservas de óleo leve na costa brasileira.

Brent 

Classificação de petróleo cru usada para designar a mistura de tipos de petróleo com origem nos sistemas petrolíferos Ninian e Brent, produzidos no Mar do Norte.

WTI

Outra classificação de petróleo cru usada para designar a mistura de tipos de petróleo com origem nos sistemas petrolíferos da Bacia do Permiano, localizada no oeste do Texas, Estados Unidos.

Então, tirou todas as suas dúvidas com este Glossário de O&G? Esperamos que sim! O jargão do meio é extenso e entendê-lo corretamente é fundamental para a interpretação de textos e documentos. 

Aproveite que está buscando por informação que faz a diferença e conheça as perspectivas sobre o futuro do mercado de óleo e gás no Brasil.

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário